“Deus protege os endividados”

Dezembro 28, 2007

Antes de explicar a vocês como funciona minha teoria, gostaria de explanar algumas situações.

Acredito de verdade em Deus. Acho de fato que Ele existe e que não é, como muitos dizem, invenção do cérebro humano.

Acredito também que a ciência é a forma mais coerente de buscá-Lo, já que simplesmente não achamos respostas para a maioria dos nossos questionamentos e, invariavelmente temos que nos contentar com nossa magnífica insignificância e admitir que “só sei que nada sei”.

Isso vale para todas as áreas científicas, mas não sei se por lidar com ela todos os dias, a Medicina me comove mais e me faz ter mais certeza da existência de Deus. Muito pela nossa ignorância médica tão propagada e mais ainda pela necessidade de acreditarmos em algo superior a nós que decide porque aquele paciente que tinha tudo pra responder bem ao tratamento não resistiu e porque aquele outro que não tinha quase nada de chance de sobreviver, está tendo mais uma oportunidade.

Não acredito em médicos ateus. Agnósticos, devem existir aos montes, mas ateus, não creio.

Quanto à religião, não costumo me enquadrar em nenhuma. Concordo com alguns ritos e discordo de outros.

Fui criada numa família católica que não come carne na sexta-feira santa mas que raramente vai à missa. Como estudei em colégio de freiras e devo muito da minha educação e de meus valores à educação cristã que lá recebi, costumo dizer que já fui a todas as missas possíveis para esta encarnação e que ainda tenho crédito.

Sim, eu acredito em reencarnação, vidas passadas, outros planetas e tals e o que poderia ter se tornado um problema a mais pra mim, tornou-se solução. Eu acredito em muitas coisas, mas acima de tudo acredito em Deus e na bondade humana.

Sim, eu acredito na bondade humana. Apesar de ter tido meu irmão assassinado covardemente, eu vejo todos os dias, demonstrações de afeto, de compaixão, de amor ao próximo. Estão todas lá. Basta querer enxergá-las.

Acredito em outras coisas também, mas isso fica pra um outro post.

Voltando ao assunto deste post, gostaria de explicar que tenho inúmeros motivos pra acreditar que “Deus protege os endividados”.

Quem me conhece sabe que sou uma perdulária (adoro esta palavra, mas não curto tanto assim sê-lo), isto é, gasto horrores de dinheiro em coisas muitas vezes supérfluas e não gosto de medir esforços pra presentear quem eu amo e muito menos pra me presentear.

O fato é que muitas vezes mesmo depois de formada e de ganhar um salário razoavelmente bom, já estive completamente sem dinheiro e sabe o que aconteceu em absolutamente todas as vezes??? O dinheiro surgiu como se brotado em árvores!

Sim, é um plantão que não esperava, uma dívida que fizeram comigo e que eu nem esperava mais receber, dinheiro atrasado de algum emprego que eu já nem me lembrava, processos judiciais ganhos há anos que caíram milagrosamente na minha conta, notas de dinheiro dentro de bolsos, camisas, jalecos ou até mesmo caídas dentro do meu carro!

Darei 2 exemplos.

Dia desses estava indo almoçar com a Lucélia. O salário que deveria ter sido pago no dia 05 ainda não estava na minha conta e já era dia 18! Não preciso nem dizer que já tinha estourado o pouco dinheiro que me restava pagando todas as contas pra não deixá-las atrasadas e não me sobrava um único tostão.

Lucélia, ao chegarmos à porta do restaurante, me pediu pra pagar seu almoço porque não tinha tirado dinheiro do banco. Momentos de desespero. Informo a ela que não tenho dinheiro algum pra almoço algum meu, que dirá o dela. Digo que passaremos então o dia sem almoçar e ela olha pro chão do meu carro e acha notas caídas que constituem uma soma suficiente para pagar um almoço mais que decente e ainda guardar pro jantar😉

A segunda situação é mais antiga. Estava viajando e, mais uma vez, o salário estava atrasado. Sem dinheiro pra quase nada e ainda em terras desconhecidas, fui puxar meu saldo bancário, na esperança que o dinheiro que me deviam tivesse surgido repetinamente na minha conta corrente. Eis que vejo uma soma em dinheiro menor do que o meu salário, porém bastante significativa e suficiente pra atender a absolutamente todas as minhas necessidades mais urgentes. Não acreditando no que via e achando mais fácil crer num equívoco, puxei o extrato detalhado pra ver de onde aquilo havia surgido, como e porquê e qual não foi meu espanto ao perceber que aquele dinheiro nada mais era do que uma quantia esquecida por mim de um emprego mais antigo ainda e que apareceu na hora exata sem nem sequer pedir licença?

É por essas e por outras que não tenho medo de pequenas dívidas e muitas vezes sou intempestiva com o dinheiro.

Não que eu seja irresponsável. Pelo contrário. Mas às vezes arrisco um pouco mais do que uma pessoa sensata arriscaria justamente pela fé que me move. (eheheheheh)

Deus protege os endividados e tenho dito!

 Baci!

3 Respostas to ““Deus protege os endividados””

  1. claudia said

    tenho fé, mas já estou na esfera do desespero.

  2. adriano duarte said

    Acredito em suas palavras pois, dia desses me deparei com uma dificuldade. No final de semana estava sem dinheiro pra nada, nem pra comprar o tão esperado e costumeiro frango assado dos domingos pra comer com as crianças em casa e no desepero, abrí a bíblia pra me consolar e eis que achei 3 notas de 50 reais que esquecera cair de algum dia, o qual aquele dinheiro não me fazia falta. Momentos abundantes e por uma razão muito estranha mas linpa, fora sugado pelas páginas da biblia sagrada como se, fosse um mentor do respaudo que eu necessitaria semanas depois. DEUS é tudo mesmo!

  3. Fênix said

    kkkkkkkkkkkkkkk

    Adorei!!! Realmente Deus protege os endividados,huahuhau

    Ateus e Agnósticos são pessoas que covardemente se acham superiores e inteligentes demais para acreditarem em Deus, que nesse caso, estariam acima deles! Coitadinhos né?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: